Home » Notícias » Documentário explica a Rede Hidrometeorológica Nacional

Notícias

10 de maio de 2017

Documentário explica a Rede Hidrometeorológica Nacional

ANA lança documentário sobre a importância da Rede Hidrometeorológica do país

A Agência Nacional de Águas lançou o Documentário "Rede Hidrometeorológica Nacional", uma parceria com a Agência de Coopeação Brasileira (ABC) e com a Unesco, com apoio do o Serviço Geológico do Brasil (CPRM) e outras instituições parceiras, como os órgãos gestores estaduais de recursos hídricos e Defesa Civil, com o objetivo de documentar e informar as etapas e relevância do trabalho de medição de rios e destacar a importância dos vários profissionais da área de hidrologia e hidrometria.
 
“A Rede de medição é a base de toda atividade de gestão de recursos hídricos e passa pela estimativa do potencial hidrelétrico, pelo controle de eventos críticos, além de ser a base de todas as atividades da ANA, como planejamento, emissão de outorgas e fiscalização”, explicou o diretor da área de Hidrologia da ANA, Ney Maranhão, para quem em tempos de mudanças climáticas, com ameaça de aumento de eventos extremos como secas e cheias, as informações geradas pela Rede são fundamentais e “Quem trabalha com o tema depende deste trabalho”, completou.
 
A Rede Hidrometeorológia Nacional é composta por 4.633 estações de medição pluveimétricas (chuvas) e fluviométricas (rios) onde são monitorados nível e vazão dos rios, a quantidade de sedimentos e a qualidade da água. Coodernada pela ANA, a Rede monitora 2.176 dos 12.978 rios cadastrados no Sistema de Informaçoes Hidrológicas da ANA. “Essas informações são fundamentais tanto para a tomada de decisões no gerenciamento de recursos hídricos como para a informação de toda a sociedade”, disse o presidente da ANA, Vicente Andreu.
 
A primeira exibição do documentário foi feita ontem no auditório Flávio Terra Barth da Agência Nacional de Águas, quando o ex-superintendete da Rede Hidrometeorológica Nacional da ANA Valdemar dos Santos Guimarães, um dos responsáveis pela implementação do monitoramento hidrológico no Brasil, foi homenageado por 45 anos dedicados a esse trabalho, dos quais 16 anos na ANA. Ele foi um dos coordenadores da transição das atividades de hidrologia para a Agência Nacional de Águas, em 2001, um ano depois da criação da Agência. Até então, a Rede estava sob a responsabilidade da Aneel.
 
Na ANA, e sob o comando de Guimarães, a Rede passou por vários programas de modernização que incluiram mais tecnologia, como a telemetria e a transmissão de dados via satélite. Além disso, ele coordenou 15 edições de Curso Internacional de Medição de Grandes Rios, ministado em barco nio Solimões, em Manacapuru (AM), formando mais de 500 profissionais, entre brasileiros e estrangeiros.
 
Durante a solenidade, também receberam homenagens, representando todos os profissioanios, Arnaldo Carlos Simon, observadores hidrológicos aposentados da estação Passo são Lourenço, no rio Jacuí (Cachoeira so Sul-RS); Jaiane Freitas Fernandes, observadora hidrológica da estação Jaguaribe (CE), o diretor de Hidrologia e Gestão Territorial do Serviço Geológico do Brasil. Stenio Petrovivk, entre outros profissionais e parceriros.
 
O documentário foi produzido em um momento importante, que marca a chegada de uma nova geração que assume a gestão da Rede Hidrometeorológica com o compromisso de dar continuidade ao trabalho executado e seguir entregando resultados confiáveis e de qualidade para a gestão de recursos hídricos e, consequentemente, para toda a sociedade. Guimarães aposentou-se e foi substituído pelo especialista em Recursos Hídricos Marcelo Medeiros.
 
Além do diretor-presidente da ANA, e dos diretores de Hidrologia da Agência e da CPRM, também compareceram ao evento o diretor de Gestão da ANA, Paulo Varella, a diretor de Planejamento da ANA, Gisela Forattini, o oficial do projeto na Unesco, Massimiliano Lombardo. Outros homenageados foram:
 
Olivia Faria de Brito – observadora da estação Manacapuru Eduardo Chiodelli – técnico em geociências da CPRM Arnaldo Correa – técnico em geociências da CPRM José Roque Reis Santana – técnico em geociências da CPRM Fávio Augusto Morais Ferreira – técnico em geociências da CPRM Brasil Moreira Pires – técnico em geociência da CPRM João Bosco e Alfenas - técnico em hidrologia aposentado Haidée Grassi Rizzo (in memorian), representada pela filha Hidely Grassi Rizzo
 
Clique no link abaixo para assistir ao Documentário.
 
https://youtu.be/OIVmZ1A2AB0
 
Fonte: Agência Nacional de Águas

 
Água e Solo Estudos e Projetos    -    contato@aguaesolo.com    -    WebMail
Desenvolvido por X-NEO Sites Inteligentes